O Dízimo faz parte da Nova Aliança?

“Eu nunca teria sido capaz de dizimar o primeiro milhão de dólares que já fiz, se eu não tivesse dizimado meu primeiro salário, que foi de US $ 1,50 por semana.” – John D. Rockefeller

Parece haver um debate interminável para saber se o dízimo é aplicável para os cristãos hoje em dia. Na realidade, fico espantado como muitos cristãos (crentes) desperdiçam seu tempo e energia discutindo se ou não o dízimo é uma doutrina do Novo Testamento. Eu já ouvi pessoas dizerem: “O dízimo é coisa da lei! Nós não estamos debaixo da lei, estamos debaixo da graça. É por isso que eu não dizimo. Eu até dou ofertas, mas eu não o dizimo.”

Pessoas que pensam desta forma estão enganadas.

O dízimo não começou com a lei! De acordo com Gênesis 4:1-4, muito antes da lei ser dada a Moisés, Abel e Caim trouxeram os primeiros frutos de seu trabalho para Deus. E novamente em Gênesis 14, vemos que Abraão dizimou antes da lei!

Melquisedeque, o sacerdote, abençoou Abrão e disse:

“Bendito seja Abrão do Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra, e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E deu-lhe o dízimo de tudo.” (Gn 14:19-20)

O dízimo não começou com a lei. A lei só explicou o dízimo e deu um procedimento.

Mas a pergunta que muitos se fazem hoje é: O dízimo está sob a Nova Aliança também?

Para responder a esta pergunta, vamos primeiro ler Hebreus 7:1-8:

“Para este sacerdote Melquisedeque, rei de Salém, do Deus Altíssimo, e que encontrou Abraão retornando da matança dos reis, e o abençoou, a quem também Abraão deu o dízimo de tudo sendo primeiramente, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz; sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre.

Agora, considere quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu o dízimo dos despojos. E, na verdade eles que são dos filhos de Levi, que receberam o ofício do sacerdócio, têm ordem de tomar os dízimos do povo de acordo com a lei, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão: mas aquele cuja genealogia não é contada entre eles tomou dízimos de Abraão, e abençoou ao que tinha as promessas. E sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior. E aqui os homens que morrem recebem dízimos, porém ali os recebe aquele de quem se testifica que vive”.

O que estes versículos acima significam? Simplesmente isso, que Melquisedeque era um homem cujo nascimento não foi registrado. Sua genealogia, não poderia ser rastreado até Levi (ou da tribo do sacerdócio). No entanto, Melquisedeque foi feito sacerdote por Deus e recebeu os dízimos de Abraão.

Você NÃO pode argumentar que o dízimo faz parte apenas da lei porque isso aconteceu 400 anos antes da lei. Hebreus 5:6 nos diz que Jesus é o Sumo Sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque. Ele tem todos os direitos que tinha Melquisedeque, que incluía o direito de abençoar o dízimo.
Sob a Nova Aliança, Jesus não só recebe nossos dízimos, Ele os abençoa e depois nos abençoa, assim como Abraão foi abençoado. Por quê? Porque, como Gálatas 3:14 diz: “a bênção de Abraão vêm aos gentios por Jesus Cristo!”

Se Melquisedeque abençoou Abraão, imagina o quanto mais Jesus nos abençoa quando dizimamos!

Uma vez que a verdadeira fé está agindo, se você acreditar que você é abençoado (a) como o crente Abraão, então você irá fazer o que ele fez: Dízimar ao seu Sumo Sacerdote.

Dízimo ativa a benção de Deus em suas finanças. Leia Malaquias 3:10-12.

Sim! O dízimo é parte da Nova Aliança. Não espere o aperto financeiro te colocar contra a parede para você sair por aí como um “louco” buscando todo tipo de campanhas mágicas para mudar o seu cativeiro financeiro. Deus não busca sacrifícios e sim a nossa obediencia.

O dízimo é tão importante hoje como sempre foi. Todos nós precisamos aprender o que é andar livre e sem entraves no caminho da mordomia cristã. Não só isso, mas nossos dízimos e ofertas são lembretes de que tudo o que somos, ou temos a esperança de ser, é um dom de Deus.

Além disso, como Moisés mencionou, os dízimos servem ; “para que [nós] possamos aprender a reverenciar o Senhor [nosso] Deus sempre” (Deuteronômio 14:23). Como todos sabemos, aprender a reverenciar o nome de Deus é um princípio atemporal, por isso, crucial tanto hoje como nos dias de Moisés.

Contudo, muito antes de Moisés, temos na bíblia, registros de Jacó a Deus: “De tudo o que você me dá Eu te darei o dízimo” (Gênesis 28:22). Muito tempo depois de Moisés, Jesus reafirmou a prática do dízimo (Mateus 23:23), não para as aparências, mas como uma expressão externa de uma realidade interior.

Além disso, no século IV o grande pai da igreja Jerônimo ecoou as palavras de Malaquias, mencionando que deixar de pagar dízimos e ofertas era equivalente a “roubar” a Deus, ou seja, uma receita para a ruína financeira (Malaquias 3:8).

Não perca mais tempo, se você quiser envolver O Deus Todo-Poderoso em suas finanças, Trazei todos os dízimos à casa do tesouro…

Quando você está firme na aliança com Deus, você pode exercer os seus direitos como um dizimista, Satanás não tem nenhuma chance contra você!

Seja abençoado (a) na prática da Palavra. Jesus é Senhor!

29 Comments

  1. Olá, Altomir! Muito esclarecedora essa postagem… Eu vejo, por parte de muitos cristãos, a intenção de burlar aquilo que por Deus foi estabelecido antes que houvesse lei. É uma forma que muitos estão usando de justificar a infidelidade financeira à Deus, afinal; é mais cômodo e conveniente acreditar que a graça nos isenta do dízimo do que reconhecer que a décima parte do que se ganha não é nosso é de Deus. Ou seja; não se trata de darmos o dízimo e sim de devolvermos o mesmo… Se não devolvemos a Deus aquilo que é Dele o roubamos…

  2. Por que deleta respostas que discordam do seu ponto de vista? Autoritarismo? Nada cristão isso. Respondo novamente: um pastor querer justificar o dízimo seria como Hitler querer justificar o Nazismo. É claro que pastores serão sempre a favor, afinal, eles vivem disso, é de onde tiram seu sustento! Jesus mesmo disse: “A deus o que é de deus (bens espirituais) e a César o que é de César (bens materiais, no caso, impostos)”. Se você, como pastor, impõe a seus fieis o dízimo (dinheiro) baseado em uma interpretação erronea e fundamentalista da bíblia, você está agindo mais como César do que como Jesus. Pense nisso!

    • Primeiro, se você fosse uma pessoa séria, se identificaria. Contudo, como você se auto denomina ateu ignorante, não vejo o porque deveria te responder qualquer coisa. O texto é bem explicativo em linha com as Escrituras Sagradas. Todavia, você é ateu, por isso, não entendo a sua persistência em debater algo que para você não tem crédito. Você na realidade não quer nada a não ser agredir as pessoas. Em suma, não perco tempo com quem não quer, assim como Jesus não perdia tempo com fariseus que não queriam ouvir, mas somente discutir. E para sua informação, pois você é ignorante, não recebo um centavo se quer de dízimos ou ofertas. Eu sirvo no Reino a favor da igreja na função de um evangelista. Contudo, sou empresário, industrial, com formação em Administração (no exterior) e pós-graduado em Gestão e finanças pelo IBMEC. Além de não “tirar” um centavo do ministério, eu sou dizimista e ofertante na igreja e em varias outras instituições e ações sociais, ou seja, pratico o que ensino. Sugiro você ser um pouco menos ignorante antes de falar qualquer abobrinha. Doravante, qualquer comentário vindo de você, irá direto para a lixeira, até o dia que você decidir se apresentar propriamente.

    • Meu amado, Ateu ignorante! Sei que seu nome não é este, mas se escolheu ser um anônimo, tudo bem! A Biblia se entende e vive pela fé. Outra coisa, ninguém é obrigado a dizimar . Se vc discorda, vc discorda, ninguém a não ser vc mesmo pode mudar sua visão. O dízimo só é aceito por Deus quando é voluntário. Não sou do ministério e sou dizimista. Ninguém na igreja, sabe se dou o dízimo, quanto dou e quanto deixo de dar, pois o meu compromisso é com Deus e sua Palavra, não com os homens.
      Um abraço, no amor de Cristo.

  3. Eu vejo na reação desse indivíduo que se auto-denomina ateu ignorante, uma manifestação demoníaca. Se olharmos pelo lado natural, veremos um cara que discorda de algo, mas, se espiritualizarmos essa situação (lembrando que não se pode espiritualizar e não se deve não espiritualizar nada) constataremos que você mexeu na ferida do “bicho”!
    Mamom quer ver a igreja na miséria, por isso ele reage dessa forma quando o assunto é dízimos, ofertas e primícias, enfim, tudo o que está relacionado à obra por meio de recursos financeiros.

  4. Olá pastor! Vc não tem noção da importância da abordagem desse assunto pra mim. Estava muito confusa, mas é lindo como a verdade de Deus ilumina nosso entendimento. Obrigada mais uma vez por ser canal de benção pra minha vida. Que Deus frutifique seu ministério e abençoe o seu lar! Um abraço… A paz…

  5. será q Deus recebe algo de alguem qndo isso se torna uma obrigaçao, ou seja, uma LEI a ser cumprida por medo do devorador.. será q eu poss
    o obrigar alguem aceitar a JESUS contra a sua vontade? o amor é a essencia de tudo. Leia(1cor cap13). Por amor e por necessidade da obra de Deus posso ate ofertar mais do q o dízimo, mas sem amor Deus nao recebe. JESUS nao colocou vinho novo (graça ), em odres velhos (lei)

    • Entendo sua posição. Concordo plenamente que devemos ter a motivação certa p/ ofertar, ou seja, voluntariedade, generosidade, alegria e amor. Da mesma forma, nossa motivação a devolver o dizimo de tudo o que ganhamos ao Senhor, também deve estar alinhada com o amor. Não apenas o amor humano, sentimental, mas principalmente com o Amor Ágape que é nada mais do que uma escolha! Os que amam ao Senhor são os que guardam seus mandamentos e os praticam. Abs. Paz.

  6. Caro Altomir, saudações em Cristo!
    Acompanho você pela TV e gosto muito da sua posição ao divulgar a Palavra.
    Entendo a posição bíblica do dízimo mas, mais do que um percentual, entendo que o mesmo é uma forma de “manifestarmos” a Deus, nosso criador, nosso agradecimento por Ele – e nós – existirmos e nos sustentarmos no Universo. É um liberalismo motivado pelo amor.
    Costumo falar que Deus, o criador do Universo – em toda sua ilimitação e em suas dimensões – foi e é, ao mesmo tempo, o “criador” e a “matéria-prima” da criação, uma vez que antes da criação não havia “nada”, só Deus, o absoluto.
    Quer entendamos a criação através da metáfora bíblica dos seis dias, do paraíso, da formação do homem pelo barro, ou quer entendamos pelo “big-bang” e pela evolução durante milhões de anos, o fato é que houve um criador. A energia, a fonte de toda vida, não pode vir do nada, ela não pode “não existir”. Assim, em ela existindo, só pode ser Deus e, sendo Deus, Ele próprio é o criador e a matéria-prima, o tudo em todos….
    Bem, desfoquei um pouco o assunto, desculpe, mas a oferenda, ou o dízimo, como quer que chamemos, é uma forma nossa de dizermos Muito Obrigado ao Pai por existirmos, e por Ele nos guiar em Seu Espírito e em Sua Palavra, através da doutrina de Cristo.
    Como os dízimos são utilizados pelas pessoas que os administram, bem, isso é uma outra e longa conversa…
    Grande abraço.
    Kurt Hilbert – Livres Discípulos de Cristo – Gramado/RS

    • Olá Kurt, obrigado pelo comentário. Realmente, não somos responsáveis pelo o que os ministros fazem com dízimos e ofertas, em nossa igreja, a ICAC, tudo é muito transparente e os resultados são visíveis. Contudo, de uma forma geral, ao cristão praticante basta crer e agir sobre esta fé na Palavra de Deus, o “resto” é com ele. Grande abs. Paz

  7. maravilhoso texto, esclarecedor e edificante em relação aos dízimos..que é sempre um assunto um tanto polemico entre as pessoas..
    parabens..sempre assisto “transforme seu mundo” que seu ministério cresça na graça do senhor jesus o nosso rei dos reis!

  8. Amado Altomir

    O que gostaria de saber é o seguinte, se como diz as escrituras em hebreus 7:8 ” Aquí certamente tomam dizimos homens que morrem, mas alí (referindo-se a Melquisedeque) aquele que se testifica que vive, por acaso não se refere que na lei Deus exigia o dízimo, mas na graça Deus não toma dízimos,mas sim homens mortais, até porque em mateus 23:23 Jesus estava debaixo da Lei e tinha que confirmar esta ordenança, pois ele foi fiel até a morte de cruz, outra coisa é a casa do tesouro por acaso esta casa é a igreja de Cristo, lavada e remida no seu sangue ? ou é o local de adoração ? Eu e minha esposa somos dizimistas, porém não encontro respostas, a única que me conforta é o caso de Jacó, que fez um voto, e voto não se quebra, fizemos um voto e procuramos ser fieis. Em levíticos 11:22 diz que o devorador é um gafanhoto comestível e não um demonio, e Deus não tem parte com demonio.
    Á paz

    • Leia Heb. 5 e 6, especialmente 5:10 e 6:20, é fácil entender que, Jesus hoje é o nosso sumo sacerdote, portanto esse é um de Seus ministérios a direita do Pai atualmente. O fato é que, o dizimar nada mais é do que uma manifestação externa de uma Aliança interna que temos com o Senhor. Em nossa aliança, pacto, estamos dizendo p/ todos que, tudo o que temos é de Deus, e por outro lado, tudo o que Deus tem também é nosso! O ato de dizimar é muito anterior a Moises. Desde o começo, Cain e Abel já traziam as suas primícias à Deus (aprenderam isso com quem? Claro que com seu pai, Adão), Moises apenas, alem de Salvador de Israel, teve que educar, ensinar todo o conhecimento perdido de um povo que por gerações foi escravo, indoutos, iletrados, completamente ignorantes a Aliança que eles tinham por direito com Deus. Assim como, muitos cristãos hoje em dia são ignorantes a este e muitos outros assuntos.

  9. ” Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria. ( II cor.9:7)
    ” Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças á Deus” (II cor.9:10,11)
    Eu creio que na nova aliança temos muito mais razões e motivos para ofertar 10,20,30 %, independente de dízimos ou ordenanças do velho testamento conforme nossa prosperidade, porque amo a obra do Espirito Santo, mas poucos tem este sentimento.

    amado Altomir, a baixada fluminense, espera a inauguração de uma ICAC, avise-nos quando isto acontecer !!!

  10. Somente pela fé é possível dizima com alegria, crê na palavra, deixar DEUS trabalhar à sua palavra em nossos corações, ter alguma experiência com DEUS. Sentir a mudança, ter mais vontade de aprender, a conhecer a DEUS e seu mundo espíritual: obrigado senhor Jesus pela sua igreja que traz o conhecimento da vida que tens para mim. obrigado por cada pastor, por cada evangelista, por cada um que sobe ao púpito para trazer sua palavra munto bem revelada. OBRIGADO MEU DEUS E SENHOR.

  11. ola boa noite! acho seus comentarios a respeito do dizimo infeliz,um pouco sem propriedade.Primeiro que tinhamos que parar de chamar de ladrão aqule que não da o dizimo,apocalipse fala que ficarão de fora os roubadores,ai o coitado do irmão que por um motivo ou outro não pode dar o dizimo fica sem entrar no reino de DEUS pois não dando o dizimo ele esta roubando a DEUS e automaticamente ele não vai poder ver a face de DEUS.Devemos parar com esse absurdo pois cristo morreu para nos dar a salvação e a salvação não esta condicionada a dizimo.
    Só isso meu amigo seria suficiente,mas creio que deveria ler mais as escritura:abraao deu dos despojos ele não deu dos seus ganhos(plantaçoes,animais,etc)ele deu daquilo que ele tomou dos outros(reis).quer mais!o dizimo era para os levitas (israelitas),alias eu nunca consegui associar dizimo com dinheiro,diz o texto preferido pelos angareadores de dizimo(malaquias)TRAGAM OS DIZIMOS A CASA DO TESOURO PARA QUE NÃO FALTE MANTIMENTO entendeu pra não faltar mantimento os levitas não tinham carros ate porque levavam a arca nas costas,nao tinham conta em bancos ,nao colocavam seus filhos em escolas particulares,enfim era exclusivamente MANTIMENTO.
    Hoje o que vemos é igrejas cobrando dizimos,igrejas caindo aos pedaços e pastores chegando com seus carros importados,lembra do texto de malaquias(quem sera que esta roubando DEUS?)Amigo DEUS não quer sacrificios e nem precisa de dinheiro,ele quer que aceitemos JESUS como nosso salvador.Estamos vendo uma meia duzia de dez ou doze ficando milhonarios e o povo cada vez mais pobre e esvaziando as igrejas pois faz tantas campanhas e tantos dizimos e tantas ofertas e tantas compras de tantas coisas que o povo esta cansado.
    Pare e reflita,vamos servir a DEUS pra entrar e não ficar fazendo trocas com DEUS.
    DEUS TEM TUDO PRA NOS DAR ELE É DONO DO OURO E DA PRATA,UM ABRAÇO

    • Samuel,

      Primeiro: eu poderia facilmente responder suas afirmações, contudo, não fiz este blog para abrir um debate sobre cada assunto que posto, e nem tenho tempo para isso!

      Segundo: Não fui chamado para responder a críticos, mas a Deus.

      Terceiro:Se você não crê na prática do dízimo, o problema é seu. Isso não é um problema meu! Não pedi e nem quero saber a sua opinião.

      Quarto: Nunca ministrei o que eu não vivo. Sou ofertante e dizimista e conheço o poder desta Aliança.

      By the way: Uma Aliança entre duas partes é essecialmente uma troca entre duas partes. Se você tem uma Aliança com Deus, hoje através de Jesus, sua Aliança é uma troca com ELE, ou seja, você dá para ele tudo o que você tem (peraí, Deus é bom, não precisa dar tudo, somente 10%) e por mais que isso possa parecer muito para você, tudo o que você tem sempre será nada comparado ao que Ele tem, mas Deus está disposto em te dar tudo o que Ele tem! Aliás, foi Ele quem se colocou nesta posição e propos esta Aliança, quando Ele deu o Tudo Dele – Jesus!

      • OLA ALTOMIR.
        QUERO ACREDITAR QUE VOÇE É UMA PESSOA PREPARADA,POIS TENDO UM BLOG E UM PROGRAMA NA TV NÃO SERIA UMA PESSOA IGNORANTE;EU SÓ FIZ ESSE COMENTARIO POIS EM SEU BLOG VOÇE DEFENDE O DIZIMO,VOÇE DIZ QUE NÃO TEM QUE RESPONDER A CRITICOS E SIM A DEUS,POIS EU ACHO JUSTAMENTE O CONTRARIO DEUS NÃO PRECISA DA SUAS RESPOSTA POIS ELE JA TE CONHECE MESMO DE BOCA FECHADA,A PALAVRA DE DEUS DIZ PRA QUE RESPONDAMOS A TODOS NO QUE DIZ RESPEITO A SALVAÇAO.ACHEI VOÇE DESELEGANTE EM DIZER QUE NÃO PEDIU A MINHA OPINIAO,ISSO SÓ DEMONSTRA MAIS SEU DESCONHECIMENTO NO ASSUNTO REFERIDO,EU NÃO QUIZ TE COLOCAR NA PAREDE,NÃO FOI MINHA INTENÇÃO, SÓ QUIZ DIZER A LUZ DA PALAVRA DE DEUS QUE DIZIMO NÃO ESTA MAIS EM VIGOR E DEBATERIA COM QUALQUER UM EM QUALQUER LUGAR,POIS A PALAVRA DE DEUS É VERDADE.
        VOÇE DISSE QUE NUNCA MINISTROU O QUE NÃO VIVE,POIS SENDO AGRECIVO NAS PALAVRAS É ISSO QUE ESTA VIVENDO??
        LEIA MAIS E NÃO COMPRE IDEIAS DOS OUTROS,ORE MAIS E BUSQUE SABEDORIA DE DEUS,DEUS ABRIRA SEU ENTENDIMENTO.

      • Olá Samuel. Cara, muito obrigado por sua mensagem. Contudo, apenas para esclarecer, quando eu disse que devo responder somente a Deus, eu quis dizer que, irei prestar contas somente à Ele. Bom pelo visto você realmente é um grande homem de Deus. Mais uma vez, obrigado pela mensagem. Paz.

  12. Senhor Altomir, não foi muito legal da sua parte apagar a minha opiniaõ, visto que em nada ofendi a sua pessoa. Mais quero que saiba que essa atitude sua mostra que vc esta inseguro e tem medo de ouvir uma segunda opiniaõ.
    E tem mais vc faz um blog de um assunto polemico, mas naõ tem estrutura para receber criticas. Te aconselho em uma coisa quando for aborda algo polemico, ore a Deus antes para que Deus te de entendimento para saber falar e principalmente ouvir.
    Porque nessa atitude que vc tomou de apagar comentarios que naõ te apoiam vc fez papel de tolo.
    Obs: se vc apagar esse comentario, vc vai fazer papel de tolo pela segunda vez e mostrara mais uma vez que vc naõ tem preparação para manter esse blog.

    • Prezado senhor Douglas, muito obrigado por sua mensagem. Se eu apaguei sua mensagem anterior, deve ter sido porque recebo algumas mensagens como essa sua, que não acrescentam em absolutamente nada. Sabe senhor Douglas, este blog não é um fórum de debates. Não estou aqui tentando me auto-afirmar publicamente, nem tão pouco tentando ratificar o meu serviço em favor do Reino de Deus, por isso, se o senhor continuar me enviando suas opiniões, vou continuar apagando com muito prazer. Não preciso de sua aprovação para continuar a fazer o que Deus me enviou a fazer. Grande abraço. Deus te abençoe. PAZ.

  13. mais as igrejas usam o dizimo pra ser fonte de salvaçao, na iurd mesmo deles falam..q os roubadores nao herdarao o reino do ceu, no caso quem nao dizima nao é salvo. la é lei…e como varias igrejas…acho q nao pode ser imposto……a eu queria comprar o dvd da tua mae, meu pai morreu…..e queria ver o dvd dela a mensagem sobre ´´ o que vem depois da morte´´…nao sei se o titulo é esse……tem telefone de central? desculpa mudar o assunto.

    • Du, vemos de tudo por aí (em igrejas e em todo lugar), mas a Palavra de Deus nos traz equilíbrio em todos os assuntos, sem perder o foco. Creio que o texto sobre o dizimo que postei se auto-explica. Quanto ao tel da central de atendimento TSM é: (21) 2498.1337. Abs. Paz.

  14. Altomir,

    Fiquei bem feliz e testificado sobre o tema dízimos que você publicou. Porém, não que não tenha fé, mas quero saber uma coisa, pode me ajudar. A pessoa que tem muitas dívidas, pode dar o dízimo e deixar contas sem pagar? Outra coisa, se formos fiéis, você acredita, até como experiência própria que Deus dá a devida colheita?

    Pergunto isso, por que esta pergunta é para a minha vida. Estou sendo fiel há algums meses já, e estou tendo muitas lutas que parecem não ter fim, que Deus o ilumine nessa resposta. VALE A PENA SER FIEL?

  15. Olá Altomir…
    Muito bom o seu texto. Parabéns.
    Este tema tão instigante requer sempre um aprendizado sadio sobre o mesmo.
    Hoje temos os que crêem e praticam o dízimo, os que não crêem e não praticam e os que simplesmente criticam.
    Acredito que a fé responde as dúvidas de muitos.
    Os que crêem no dízimo recebem seus benefícios e os que não crêem deixam de receber. Simples assim.
    Creio que as pessoas tem níveis de fé diferentes. Quem não crê mesmo que pratique não usufrui dos resultados. Deus honra a fé de cada um.
    Neste assunto acredito que devemos ensinar a Palavra e cada um tire suas conclusões e tome suas decisões.

  16. Olá boa tarde, assisto suas ministrações, e vejo o qual grande é usado por Deus! A minha dúvida é, que Jesus não menciona no novo testamento, a porcentagem que devemos dar, e sim o que cada pessoa propor em seu coração.(2 Co 9:7). E até no antigo testamento, os textos referentes ao dízimo, era algo que a própria pessoa decidia por livre e espontânea vontade e por gratidão a Deus, entregar, e por consequência disso eram abençoadas. Se puder me esclareça por favor. E seja ainda mais abençoado! Paz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s